Novo Concurso TST 2017 – Publicação do Edital



  

Concurso do TST deve ofertar 52 vagas para técnico e analista judiciário. Salários chegam a R$ 10 mil.

Quem tem interesse na carreira de tribunais e está na expectativa para o lançamento do concurso do Tribunal Superior do Trabalho (TST) pode conferir aqui uma ótima informação. A previsão de publicação do edital do certame é para ainda esta semana. O presidente do órgão, ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, já assinou o documento na sexta-feira, dia 4 de agosto, em sessão extraordinária. A publicação no Diário Oficial da União deve ocorrer até o dia 11 de agosto (sexta-feira) ou, no máximo, até a segunda semana do mês de agosto. Intensifique seus estudos. Veja mais detalhes a seguir.

Cargos

Há chances para profissionais com escolaridade de nível superior e médio. Serão oferecidas 52 vagas, sendo 41 para o cargo de técnico judiciário e 11 analista judiciário. Confira as áreas disponíveis: área administrativa, segurança judiciária, programação, judiciária, análise de sistemas, contabilidade, suporte em tecnologia da informação e taquigrafia.

Para ser técnico é necessário ter ensino médio completo. Quem iniciar nessa carreira vai receber salários no valor de R$ 2.965,38, que pode chegar a R$ 6.167,99 devido às gratificações. Já para o cargo de analista há oportunidade para várias especialidades e a remuneração oferecida é de R$ 4.865,35, mas com as gratificações, pode chegar a R$ 10.119,93.

Saiba quais são alguns dos benefícios oferecidos pelo tribunal aos seus servidores: auxílio alimentação, auxílio pré-escola, auxílio transporte, auxílio creche, adicional de qualificação, entre outros.

A banca responsável pela organização do processo seletivo é a Fundação Carlos Chagas (FCC). O contrato já foi assinado com essa empresa. O total de vagas anunciadas corresponde ao número de vacâncias que carecem de provimento até o momento. Mas há expectativa de serem convocados mais aprovados, à medida que forem aumentando o quantitativo de vagas disponíveis, como por motivo de aposentadoria, por exemplo. Há defasagem de cerca de 5 servidores em média, por gabinete. Com o concurso, será possível organizar a demanda de trabalho com um quadro de servidores mais amplo.

Os aprovados serão contratados em regime estatutário, que garante estabilidade após 3 anos de estágio probatório e avaliação de desempenho.

Veja quais são as atribuições do analista judiciário da área judiciária: digitar, redigir e conferir expedientes, realizar pesquisas e estudos na legislação, doutrina e jurisprudência para dar base na tomada de decisão dos magistrados, analisar processos e dar suporte técnico aos julgadores.





Por sua vez, o Técnico Judiciário da área administrativa e especialidade Segurança Judiciária deve prezar pela integridade física, realizar investigações, conduzir veículos dos ministros, coordenar atividades de prevenção e combate a incêndios, atuar na segurança pessoal dos ministros, entre outros.

Provas

Os candidatos serão avaliados com provas objetivas, discursivas, testes práticos e ou redação, conforme especialidade escolhida para concorrer.

As provas objetivas estão previstas para ocorrer em 19 de novembro (domingo). Todas as etapas serão realizadas em Brasília, no Distrito Federal.

Mais detalhes poderão ser conhecidos com a publicação do edital, previsto para esta semana.

Último certame

O último concurso do TST ocorreu em 2012. A banca organizadora foi a FCC. Naquele momento, foram oferecidas 37 vagas e também houve formação de cadastro reserva. Além disso, teve vagas exclusivas para candidatos portadores de necessidades especiais (PNE). Mais de 77 mil pessoas se inscreveram para o processo seletivo.

As taxas das inscrições custaram R$ 72 para o cargo de analista e R$ 55 para técnico.

Confira quais foram as disciplinas cobradas para o cargo de técnico judiciário área administrativa: língua portuguesa, raciocínio lógico matemático, regimento interno do TST, noções de direito constitucional, noções de direito do trabalho, direito administrativo, noções de orçamento público, noções de direito processual do trabalho, noções de administração e de gestão de pessoas.

Melisse V.



Post Comment