Concurso Público Ministério da Saúde 2018 – Previsão



  

Concurso já está confirmado e edital deverá ser divulgado nos próximos dias.

Uma boa notícia para quem reside no Rio de Janeiro e está em busca de uma oportunidade de emprego: o Ministério da Saúde abriu concurso público para preencher 3.592 vagas temporárias. A notícia foi publicada no Diário Oficial, no último dia 28 de março. O processo seletivo será realizado de forma simplificada, visando contratar profissionais de nível superior e Ensino Médio.

O concurso está oferecendo 589 cargos que exigem formação no Ensino Médio, enquanto que 3.003 contemplam funções para candidatos graduados. Conforme informado pela autorização, o preenchimento das oportunidades será para atuar em serviços de assistência e saúde, bem como o apoio à assistência à saúde nos hospitais fluminenses.

Confira abaixo mais informações sobre o concurso público do Ministério da Saúde 2018!

Vagas para o Ensino Médio

De todos os cargos abertos para as pessoas com Ensino Médio, 230 oportunidades são voltadas para a função de Técnico de Enfermagem e 359 compreendem as atividades relacionadas à gestão e manutenção hospitalar que estejam dentro dessa área de conhecimento.

O órgão ainda não divulgou quais serão os valores dos salários pagos para os profissionais com esse nível de escolaridade. No entanto, no último processo seletivo para vagas temporárias, que aconteceu em 2014, a remuneração para Técnico de Enfermagem era de R$ 1.024,18.

Vagas para Ensino Superior

Em se tratando dos cargos para nível superior, o Ministério da Saúde determinou 831 vagas para enfermeiro, 832 para as atividades de gestão e manutenção de hospitais e 1.340 para médico especializado. Na seleção realizada anteriormente, o salário pago para enfermeiro era de R$ 1.597,49 e de R$ 5.815,00 para os profissionais da medicina.

Para os médicos especializados, o último evento seletivo ofereceu oportunidades para várias áreas como, por exemplo, cirurgião, cardiologista, dermatologista, clínico geral, neurologista, ginecologista, oftalmologista, obstetra, pediatra e ortopedista.

Como será o concurso público do Ministério da Saúde

A duração do contrato dos funcionários temporários é de seis meses, tendo a possibilidade de ser prorrogada pelo período de dois anos, conforme a necessidade da unidade em que o profissional está atuando.

Até o momento o órgão não informou como será feita a análise para aprovar os profissionais do seu interesse. Porém, no último preenchimento temporário, os candidatos foram avaliados a partir da análise dos seus currículos. Durante o processo de inscrição, os interessados nas vagas tiveram que informar e comprovar em quais instituições de ensino estudaram e em quais cursos se graduaram. Também foi exigida a comprovação das experiências profissionais e a indicação de três opções de hospitais em que eles desejavam trabalhar.

Naquela ocasião, as vagas do concurso tinham como finalidade melhorar os serviços dos seguintes hospitais fluminenses:





· HFA (Hospital Federal do Andaraí);

· HFB (Hospital Federal de Bonsucesso);

· HFSE (Hospital dos Servidores do Estado);

· HFCF (Hospital Federal Cardoso Fontes);

· HFI( Hospital Federal de Ipanema);

· HFL (Hospital Federal da Lagoa);

· INC (Instituto Nacional de Cardiologia);

· INTO (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia).

Quem pode participar?

Para participar do concurso público do Ministério da Saúde é necessário atender aos requisitos exigidos para cada cargo. É importante ressaltar que todas as informações fornecidas no processo de inscrição terão que ser devidamente comprovadas por meio de documentos oficiais.

As inscrições para o certamente ainda não foram abertas e não há informações de como serão realizadas. Por isso, é importante que os interessados em trabalhar na área de saúde do Rio de Janeiro fiquem atentos às divulgações feitas pelo órgão oficial.

O concurso é esperado desde novembro de 2017 e a tendência é que os processos de contratação sejam realizados o mais breve possível, uma vez que as vagas têm que ser preenchidas em caráter de urgência.

Texto por Simone Leal



Post Comment