Novo Concurso da Defensoria Pública do DF 2018




Seleção deve ofertar vagas para o cargo de Defensor, com salários de até R$ 22 mil.

A Defensoria Pública no Distrito Federal estará realizando novo concurso para a função de defensor. Sendo que o primeiro passo foi no último dia 20, na ocasião o órgão expediu um boletim de serviço, marcando a reunião extraordinária para a próxima quarta-feira, dia 27 de junho, no processo de escolha para os membros que estarão fazendo parte da comissão do processo seletivo. Com isto, seus próximos passos vão ser elaborar todo o edital e também definir a banca que será responsável pela aplicação do certame, para poder então estar confirmando a data de publicação para o edital. A quantidade prevista é para cinco vagas e quem estiver interessado em concorrer será necessário possuir uma formação de nível superior na área de direito e obter também o registro da OAB e mais de dois anos na prática forense. Sua remuneração base inicial é 22.589,59 reais.

Com a prática forense é considerado seu exercício no órgão público federal estadual ou até municipal; pode considerar também estágio em instituição de ensino superior na área de direito, atividades judiciais ou jurídicas de contato ou permanente com os trâmites forenses e efetivo exercício na advocacia, tendo pelo menos cinco processos feitos diferentes em cada ano.


O último processo seletivo para o cargo foi realizado em 2011, na época foram oferecidas 3 vagas imediatas. E a banca organizadora foi o Cespe/UnB.

A prova foi composta por 200 questões, sobre direito constitucional e administrativo, além do penal, processual penal, civil, empresarial, processual civil, do consumidor, difusos e coletivos, da criança e adolescente, humanos, tributário, previdenciário e a organização e os princípios institucional na Defensoria Pública e na Defensoria Pública no Distrito Federal.

Essa seleção ainda contou com as provas discursivas e uma avaliação oral, além de análise de títulos.


Na sua parte dissertativa foi cobrado uma peça processual e mais quatro questões que foram discursivas. A primeira questão foi direito constitucional, administrativo, penal, processual penal e de direitos humanos. Já a segunda, foram sobre o direito civil, processual civil, empresarial, da criança e adolescentes, os direitos difusos e os coletivos e do consumidor.

A prova oral também foi dividida em 3 partes. A primeira em direito constitucional, administrativo e difusos e os coletivos; a outra sobre o direito civil, do consumidor e processual civil; e por último sobre o direito penal, processual penal e humanos.

Por isso, se possui formação acadêmica na área de Direito e cumpre os requisitos mínimos para concorrer a uma vaga, fique de olho, pois essa pode ser uma grande oportunidade de ingressar no órgão público que está entre os mais bem pagos de todo país.

Com certeza, com o fim dessa crise econômica que traumatizou todo país, é muito importante conseguir um empreso estável, e de preferência com boa remuneração. Pois pode haver outra crise dessa nos próximos anos e o ideal é estar bem empregado para não sofrer. Muitos brasileiros perderam seus empregos e acabaram sofrendo de formas muito bruscas. Então é muito importante garantir seu pé de meia antes que o país volte a sofrer outras tribulações.

Procure concursos anteriores, e veja as provas, como foi cada questão. Para poder assim se preparar da melhor maneira possível e ficar entre os primeiros colocados. As vagas são poucas, pela concorrência no cargo, por isso é muito importante se preparar muito bem se quiser conseguir uma vaga.

Uma remuneração inicial nesse valor você não encontrará facilmente em outro emprego, seja público ou privado. Por isso não perca nenhum detalhe da inscrição e de todo processo seletivo. Essa será uma oportunidade única de enfim estabilizar sua vida financeira.

Estude muito e se prepare, se for possível faça um curso preparatório, para enfim conseguir uma dessas vagas.

Ricardo Ferreira Rodrigues

Post Comment