CGE-AL abrirá Novo Concurso Público 2018

  

  

Edital com o anúncio das vagas deverá ser divulgado em breve.

Em muito breve, a Controladoria-Geral do Estado do Alagoas (CGE/AL) realizará seu primeiro concurso público, visando abrir 40 vagas em várias áreas para o seu quadro de funcionários, conforme o órgão, já autorizado a abrir o processo seletivo específico. Segundo informações obtidas previamente, os cargos que serão disponibilizados dizem respeito à função de analista de controle interno, sendo exigido curso de nível superior como requisito para posse. Depois de publicada a Lei Estadual 7.972/2017, a qual abriu caminho para institucionalização do cargo de Analista de Controle Interno e seu processo de autorização passou por um novo estágio. Segundo publicação no Diário Oficial do Estado de Alagoas (DOE-AL), este descreve o despacho da Procuradoria-Geral do Estado, do dia 10 de maio, que confirmou a viabilidade de autorização para que o concurso pudesse ser realizado. O certame terá homologação prevista até 7 de julho de 2018, a fim de que sejam possíveis nomeações ao longo do período eleitoral. Está dado o fim dos trâmites envolvidos na criação de novos cargos para a CGE AL. O processo já passou pelo crivo da Secretaria da Fazenda, agora retornando à Controladoria Geral do Estado.

Os cursos que os candidatos às vagas devem ter em sua formação seguem abaixo, com a quantidade de vagas especificada entre parênteses:


  • Ciências da computação (03 vagas);
  • Direito (10 vagas);
  • Ciências contábeis (10 vagas);
  • Engenharia civil (04 vagas), e demais graduações (13 vagas).

A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas semanais. Porém, a respeito dos salários iniciais deste primeiro concurso promovido pela CGE AL, seus valores ainda não foram divulgados pela organização. Tendo em vista este contexto, a próxima etapa para consolidação do concurso é o processo de seleção para a banca que o organizará, e ao que tudo indica, será em breve. Sobre o edital, é esperado que este seja publicado no segundo semestre de 2018. Previamente, Clara Bugarim, controladora-geral do Estado de Alagoas, afirmou que depois de 51 anos de fundação do órgão, no ano de 2013 este mudou a nomenclatura de Auditoria-Geral do Estado para Controladoria-Geral do Estado, assumindo carreiras de quadro permanente, não sendo mais de perfil comissionado, de maneira a providenciar um controle mais firme do corpo de servidores públicos, provendo mais independência e permanência.

Funções atribuídas ao analista de controle interno na CGE AL

Os deveres do analista de controle compreendem funções como a promoção do controle social, por meio de atitudes guiadas pela transparência na gestão do recurso público, coordenando e efetuando processos no âmbito que cabe ao Poder Executivo Estadual, ou seja, desempenhar o exercício de fiscalizar, não somente os resultados da ação do governo e gestão de administradores públicos do Estado, como também o direcionamento e aplicação dos recursos públicos estaduais, e analizar a aplicação do recusro público pelas instituições, entidades e órgãos da área pública ou privada, também por pessoas físicas, de forma a não permitir perdas de controles pertinentes ao bem público.

Um pouco sobre a CGE AL

A Controladoria-Geral do Estado do Alagoas constitui órgão da administração e assessoramento diretos, referente ao governador do Estado. Teve sua criação por meio da lei delegada n° 15, de 18 de março de 2003. Hoje, sua estrutura de disciplina é regida pela lei delegada nº 47, de 11 de agosto de 2015, que especifica a estrutura de funcionamento dos órgãos ligados ao Poder Executivo. Suas funções compreendem a orientação, coordenação, execução, apoio, orientação e avaliação das atividades que competem ao Poder Executivo do Estado de Alagoas e seu quadro interno de servidores, seguindo artigo nº 100, da Constituição Estadual, o qual institui o Sistema Integrado de Controle Interno do Poder Executivo do Estado de Alagoas.

  

Douglas Ribeiro

Post Comment