Concurso Previsto SEFAZ SP 2019 – Vagas




SEFAZ – SP terá a oferta de 249 vagas de emprego para o cargo de Técnico da Fazenda Estadual.

Aumentam as expectativas para a realização do concurso para a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (SEFAZ – SP). O órgão inclusive já solicitou a realização de novo processo seletivo junto à Secretaria Estadual de Gestão Pública do Estado de São Paulo (SGP – SP). O objetivo é preencher um total de 249 postos vagos.

Em 2017, a solicitação havia sido para que fossem abertas 849 vagas, ou seja, 600 a mais do que as pedidas agora. Há, porém, esperanças de que o governador de São Paulo autorize o atual pedido para certame em breve.


O cargo

A solicitação para que seja realizado concurso para a SEFAZ já se encontra em análise na Secretaria de Gestão. As 249 vagas são para o cargo de Técnico da Fazenda Estadual, que exige como formação o ensino médio completo.

O salário inicial para o cargo é de R$ 2.110,52. Entretanto, há a possibilidade de o servidor obter aumento de 50%, cumprindo os requisitos do Prêmio de Incentivo à Qualidade (PIQ). Dessa forma, o salário chegaria à R$ 3.078,40. A jornada de trabalho é de 8 horas diárias, totalizando 40 horas semanais.

Necessidade do concurso

Fontes internas do órgão avaliam que a realização de um concurso para a SEFAZ é imprescindível. Afinal, desde maio de 2015 não há mais um cadastro válido de reposição de servidores. A situação, com três anos e meio sem nomeações, implica na possibilidade de que boa parte dos aprovados no próximo concurso seja nomeada assim que o concurso for homologado.


O último concurso da SEFAZ – SP foi autorizado em 2012, com as provas ocorrendo em 2013. Na ocasião, foram abertas 885 vagas, distribuídas entre tecnologia da informação (103) e gestão (782). No total, foram 35.304 inscritos.

Última prova

Por se tratar de um concurso muito aguardado, não é interessante ao concurseiro aguardar até a publicação do edital para começar os estudos. Embora nessa fase do concurso ainda não haja banca organizadora selecionada, uma boa forma de adiantar a preparação é ter como base a última prova.

Em 2013, o concurso foi dividido em duas fases: provas objetivas e curso de formação profissional. A prova objetiva teve três provas: uma composta por 100 questões, avaliando o conhecimento geral do candidato; a segunda, com 80 questões de conhecimento básico; e, por fim, uma avaliação composta por 80 questões de conhecimentos específicos. A terceira prova teve peso dois enquanto as outras tiveram peso um.

Os conteúdos foram os seguintes:

Conhecimentos específicos – tecnologia da informação, contabilidade avançada e custos, legislação tributária estadual, direito tributário avançado e gestão tributária.

Conhecimentos básicos: auditoria, contabilidade, legislação específica estadual, direito, direito tributário e direito constitucional.

Conhecimentos gerais – finanças públicas, economia, administração pública, raciocínio crítico, matemática financeira, estatística, atualidades, inglês e língua portuguesa.

Sugestões para se preparar para concursos

Organização

É fundamental, para se ter um desempenho satisfatório no concurso, ter visto toda a matéria do edital. Para isso, organize seus estudos, monte um cronograma que contemple todos os temas que serão abordados na prova. Também é importante ao candidato ter uma rotina de estudos, com horários fixos, metas e tempo para descanso.

Exercícios simulados

Ficar só na leitura do conteúdo da prova pode ser cansativo. Assim, para não deixar de estudar, mas também evitar leituras improdutivas, faça exercícios e simulados. Essa é uma forma de você variar nos estudos e, ainda assim, continuar a preparação. Ao resolver exercícios, você poderá também identificar carências na sua preparação, encontrando temas que devem ser reforçados.

Local de estudos

De nada adianta você ficar horas diante dos livros se o estudo não tiver qualidade. A concentração é o diferencial para se preparar com sucesso para o concurso. Para isso, encontre um ambiente saudável para seus estudos. Evite distrações, como aplicativos de mensagens, redes sociais ou televisão. Procure estar livre de pessoas que possam interromper seus estudos. Bibliotecas costumam ser um ambiente adequado para estudar.

Por Luís Fernando Santos

Concurso

Post Comment