Concurso Previsto PC SP 2019




As vagas devem ser distribuídas entre as áreas de auxiliar de papiloscopista, papiloscopista, agente policial, agente de telecomunicações, investigador, escrivão e delegado.

O Governador eleito João Dória promete aumentar o contingente da Policia Civil no estado de São Paulo.

Pelo menos, essa é a intenção do governador do estado.


O número de vagas é animador, e os salários do funcionalismo público estadual certamente compensam o esforço.

Apenas para a Polícia Militar, o número de vagas anunciadas chega a 13 mil.

Isso mostra o desejo do governador em reforçar amplamente o setor da Segurança Pública no estado.


Cenário animador

Como se trata de um número elevado de vagas, o processo seletivo para ambas as polícias será de 4 anos, o que inclui a prova objetiva, teste de aptidão física, avaliação psicológica e investigação social, além disso, ainda há a última etapa que é o exame médico.

As vagas também serão distribuídas entre as áreas de auxiliar de papiloscopista, papiloscopista, agente policial, agente de telecomunicações, investigador, escrivão e delegado.

Apenas para fins estatísticos, o último concurso da Polícia Civil ocorreu em 2018, e abriu um total de 2.750 vagas.

A banca organizadora foi a Fundação Vunesp, que não chega a se comparar em termos de dificuldade com o CESPE/UnB.

Contudo, não deixa de ser uma banca marrenta, que gosta de usar muitas pegadinhas em suas provas objetivas.

Realidade X Ficção

A expectativa concernente ao lançamento do edital do concurso é grande, no entanto, esbarra na falta de dinheiro nos cofres do estado.

A intenção do Governo Estadual é das melhores, mas sem dinheiro não acontecem milagres.

Com relação às matérias que cairão no concurso, isso dependerá do cargo escolhido.

No caso de Papiloscopista, as matérias cobradas são as seguintes:


  • 20 questões de Língua Portuguesa;

  • 05 questões de Noção de Direito;

  • 05 questões sobre Noções de Criminologia;

  • 05 questões de Medicina e Odontologia Legal;

  • 05 questões de Biologia;

  • 08 questões de Noção de Identificação;

  • 20 questões de Informática;

  • 07 questões de Lógica;

  • 05 questões de atualidades.

Será necessário que o candidato consiga, no mínimo, 50% de acerto na prova para se classificar.

Para Agente de Telecomunicações, as matérias cobradas serão:


  • 30 questões de Língua Portuguesa;

  • 06 Noções de Direito;

  • 04 Noções de Criminologia;

  • 30 Noções de Informática e Comunicação;

  • 04 Lógica;

  • 06 Atualidades.

Para Agente Policial, as matérias cobradas serão:


  • 20 questões de Língua Portuguesa;

  • 10 questões de Noção de Direito;

  • 10 questões de Noção de Criminologia;

  • 20 questões de Informática;

  • 10 questões de Lógica;

  • 10 questões de Atualidades.

Para Auxiliar de Papiloscopista, as matérias cobradas serão:


  • 25 questões sobre Língua Portuguesa;

  • 05 questões de Noção de Direito;

  • 05 questões de Noção de Criminologia;

  • 05 questões de Noção de Medicina e Odontologia Legal;

  • 10 questões de Informática;

  • 10 questões Noção de Lógica;

  • 10 questões de Noção de Identificação;

  • 10 questões de Conhecimentos Gerais;

  • 05 questões de Atualidades.

Para candidatos à vaga de Escrivão, as matérias cobradas serão as seguintes:


  • 36 questões de Língua Portuguesa;

  • 30 questões de Noções de Direito;

  • 16 questões de Noções de Informática;

  • 18 questões de Criminologia.

Haverá também a prova discursiva, que tem como objetivo, avaliar o domínio do candidato com relação a norma culta, adequação da linguagem, articulação do raciocínio lógico e capacidade de argumentação.

Para Delegado de Polícia, as matérias cobradas serão:


  • 14 questões de Direito Penal;

  • 14 questões de Direito Processual Penal;

  • 14 questões de Legislação Especial;

  • 14 questões de Direito Constitucional;

  • 14 questões de Direitos Humanos;

  • 14 questões de Direito Administrativo;

  • 16 questões de Direito Civil, Medicina Legal e Noções de Informática.

Haverá o exame escrito, que será composto de 1 questão dissertativa e 4 discursivas.

No exame oral, serão apresentadas questões de Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Especial, Direito Constitucional, Direitos Humanos e Direitos Administrativos, esse exame será gravado em vídeo.

Como ainda não há uma data específica para o lançamento do edital, o ideal é ir se preparando o quanto antes.

Uma dica é combinar o estudo de apostilas preparatórias com as vídeoaulas disponibilizadas na internet, o que facilitará o entendimento da parte didática.

Boa Sorte!

Por defilho

Concurso

Post Comment