Novo Concurso do TRF-2 2016 – Organizadora do Certame é Definida



  

Edital do concurso deverá ser divulgado ainda neste mês de agosto.

Já foi divulgada a empresa que ficará a cargo da execução técnico-administrativa do concurso público do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que possui abrangência nos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. Este concurso público, de acordo com as informações dadas até o presente momento, terá como principal finalidade a realização do preenchimento de cadastro de reserva para cargos de analista judiciário e técnico judiciário.

Com a organizadora definida o próximo passo a ser tomado será a publicação do edital. O órgão estima que o mesmo já possa ser divulgado até o final do mês de agosto. Ainda segundo o cronograma definido pelo Tribunal, o período de recebimento das inscrições deverá ser iniciado em setembro e encerrado no mês de outubro.

Sobre a banca organizadora, Paulo Estrella, diretor pedagógico da Academia do Concurso, já deixa uma dica para os candidatos que já estão estudando para o certame. De acordo com ele, a Consulplan não tem por hábito se aprofundar muito nos conteúdos das disciplinas que serão cobradas. A concentração dos estudantes deverá ficar mais voltada para os detalhes que no final podem fazer toda a diferença como a substituição de uma palavra que pode ocasionar toda a mudança no sentido do enunciado.

O último concurso público realizado pelo tribunal foi no ano de 2011. Por isso há uma grande expectativa para esta seletiva. Na época o certame também ofereceu oportunidades para a formação de cadastro de reservas.

Em 2011 o número de participantes chegou a 119.585. Apenas no estado do Espírito Santo foram 26.663 candidatos.





De acordo com o especialista para esta edição do concurso, a previsão é de que algo em torno dos cem mil candidatos se inscrevam.

Os concursandos que pretendem disputar as vagas para o cargo de técnico judiciário precisam contar com formação de nível médio. Para o cargo o valor inicial da remuneração é de R$ 5.994,03. Já para o cargo de analista será requerido do participante formação de nível superior. A remuneração prevista é de R$ 9.796,14.

Ainda não há informações detalhadas sobre as provas. Mas é bem provável que para o cargo de analista elas contem entre 55 e 70 questões de acordo com a especialidade.

Também está prevista a aplicação de provas de redação e estudo de caso conforme a vaga pretendida.

Para técnico, além da prova objetiva, haverá prova de redação e exame de capacidade física, conforme a área.

Por Denisson Soares



Post Comment