Novo Concurso Público do SEFAZ-RS 2018/2019 – Previsão de Edital




Seleção ofertará vagas para Assistente Administrativo, Auditor Fiscal e Técnico Tributário.

A Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul (SEFAZ – RS) publicou recentemente, no dia 31 de agosto, dois editais de aberturas de novos concursos públicos. Os cargos previstos nos editais são para assistente administrativo e técnico tributário no primeiro certame, e para auditor fiscal da Receita Federal no segundo certame.

Pelo o que tudo indica, os editais serão liberados para visualização ainda nas próximas semanas do mês de setembro, já com todas as assinaturas da banca organizadora do concurso, o Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos).


O concurso público prevê o preenchimento de um número total de 50 vagas, destinadas para candidatos que possuem nível superior de escolaridade. O salário inicial a ser pago para cada servidor será de R$ 21,4 mil por mês.

A comissão deste concurso foi formada no dia 24 de abril de 2018, pelo servidor Cláudio Graziano Fonseca, e também pelos servidores suplentes Antônio César Ohse Varela e Jocemar Joarez Rodrigues.

O cargo de auditor geralmente exige cursos superiores na área de administração, ciências, contábeis, engenharia, ciências jurídicas, ciências sociais e ciências econômicas.


A última seleção pública para o SEFAZ aconteceu em meados do ano de 2014, para o provimento de um número total de 30 vagas apenas. Quem organizou o concurso foi a Fundatec (Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências), localizada em Porto Alegre.

Na época, a prova objetiva contou com 260 questões de múltipla escolha, sendo elas separadas em três provas: 100 questões na primeira prova e 80 questões em duas provas da segunda etapa.

A primeira prova foi composta por 16 questões de matemática e raciocínio lógico, 24 questões de língua portuguesa, 20 questões de direito penal, civil, empresarial e mais 40 questões de T.I ou tecnologia da informação.

Na segunda prova, as questões foram distribuídas entre 20 de direito administrativo e de direito constitucional, 30 de direito tributário e 30 de contabilidade. E, por fim, a terceira e última prova foi escalada com 80 questões de legislação tributária estadual, dentro das leis estaduais do Rio Grande do Sul e mais 80 questões de auditoria fiscal e contábil.

De acordo com a assessoria da SEFAZ, há muitos pedidos de aposentadoria e isso tem causado um reboliço entre os servidores, pois em apenas uma semana aposentara-se 50 auditores fiscais. Por esse motivo, a Receita Estadual estaria trabalhando apenas com a metade do quadro de servidores, o que causa grande preocupação pela demanda de trabalho existente.

Outra expectativa também é de que o órgão possa abrir vagas para nível médio, em cargos de técnico do tesouro e auxiliar fazendário. Porém, nada foi afirmado. A única possibilidade até agora é de que as vagas sejam apenas de nível superior.

A intenção é de abrir um novo quadro de servidores para o próximo mandato de governo logo em 2019. Mas, mesmo com publicações anunciadas, o concurso público para a Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul ainda encontra-se em fase de planejamento e análise para aprovação, ou seja, estão sendo realizadas avaliações sobre disponibilidades internas e verbas, recursos que podem serem autorizados apenas pelo governador do Estado do Rio Grande do Sul.

O representante da área de comunicação do órgão disse em entrevista recente que as chances do processo seletivo ser realizado ainda este ano são grandes e que as perspectivas para este fim são boas.

A carga horária exigida para os cargos é de 40 horas semanais. O valor do vencimento está incluso todos os acréscimos, além dos benefícios da carreira que serão acrescentados posteriomente à contratação. Informações como inscrição e realização do processo seletivo ainda serão postadas pela organizadora do concurso.

Por Daniela Almeida da Silva

Post Comment