YouTuber Hyatt processa tráfico humano

Ele transmitiu ao vivo a tortura brutal de pessoas com deficiência

YouTuber Hyatt processa tráfico humano

YouTuber Hyatt, 35, foi acusado de crime e contravenção depois de ser preso por abusar de pessoas com deficiência nas redes sociais.

O Hayate Acusado de tráfico humano em série e profissional e crime de causar danos corporais a uma pessoa vulnerável.

Segundo relatos, Hayate nega as acusações, diz que não houve questão de exploração, diz que houve consentimento e tem reservas sobre se essas pessoas são realmente deficientes intelectuais. Ele diz que está buscando consentimento e tem reservas sobre se é realmente um retardo mental.

Na verdade, contra as “ordens” que recebeu durante a emissão e com um custo que pode ir até aos 200 euros, alegadamente abusou de doentes mentais e teve milhões de visualizações. De acordo com as evidências do caso, as “provocações” variaram de insultos e insultos a graves abusos físicos.

Hyatt: Crônicas de Captura

O homem de 35 anos foi detido ontem na sua casa em Atenas por agentes da polícia da Unidade de Violência Anti-Racista, minutos depois de outro ataque brutal contra dois homens com deficiência mental, que foram transferidos para um hospício por ordem do procurador da polícia.

Note-se que o segundo caso de imagens ao vivo de abuso de pessoas vulneráveis ​​diz respeito às autoridades judiciais e, anteriormente, em Novembro passado, foi detido em Keratsini um homem de 42 anos, com quem um criminoso de 35 anos alegadamente teve relações.

READ  Doom na Euroliga: a classificação e a batalha pelos quatro primeiros (foto)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *